Conheça os sintomas e as causas dos principais problemas hormonais

Os hormônios são elementos químicos sintetizados pelas glândulas endócrinas do nosso corpo. Têm função reguladora em nosso organismo, afetando diversas áreas desde o aspecto físico, como o nosso peso, aspectos emocionais e também orgânicos.
Foto medium
Os hormônios são substâncias fundamentais para o nosso organismo, regulam o nosso crescimento, nos fornecem energia, se encarregam dos ciclos menstruais, regulam os níveis de sal e açúcar no sangue, enfim, são indispensáveis. Qualquer pequena alteração pode nos fazer sofrer alguns sintomas, os quais devemos reconhecer.

O que provoca um desequilíbrio hormonal?

 Problemas hormonais são comuns e, por isso, se sentir que está experimentando um desequilíbrio hormonal, você não está sozinha. Há certas causas que podem mexer com a química natural do seu corpo. Os suspeitos comuns são a menopausa, a gravidez, o ciclo menstrual, a pílula contraceptiva, e fatores de estilo de vida, tais como padrões de sono inconsistentes, uma dieta pobre e falta de exercício. Outras causas podem ser problemas de tireoide ou diabetes.
Percorrem a corrente sanguínea e ativam diversos órgãos do corpo, coordenando e facilitando trocas: regulam o metabolismo, o ritmo cardíaco, o ciclo menstrual, a produção de leite, no caso das mães.
Os problemas hormonais ocorrem quando existe excesso (hiperfunção) ou falta (hipofunção) do funcionamento dos hormônios, originando determinados problemas.

Sintomas dos problemas hormonais

  • Problemas na pele: acne, caroços, mudanças de cor e, inclusive, forma, notando-se mais rugosa
  • Aumento e perda de peso
  • Mudanças de humor
  • Perda de cabelo repentina e rápida
  • Problemas oculares
  • Mudanças de humor
  • Depressão ou tristeza repentina
  • Hemorragia menstrual abundante ou muito longa
  • Dor na cintura com inflamação do abdômen
  • Cólicas menstruais muito dolorosas
  • Menstruações irregulares ou, inclusive, pode haver meses em que ela não aparece
  • Coágulos na menstruação
  • Dor no baixo ventre ou nos ovários
  • Mancha escura depois da menstruação

Tipos de problemas hormonais

  • Hipertiroidismo: é um problema hormonal metabólico, no qual nossas tiroides produzem excesso de hormônios em nosso organismo, produzindo alguns transtornos bastante sérios. É comum nesta disfunção perder peso, por exemplo.
  • Hipotiroidismo: neste caso ocorre o inverso, dispomos de baixa produção dos hormônios tiroides, ganhando peso e sofrendo, às vezes, do chamado bócio, nódulo característico no pescoço.
  • Desequilíbrio de estrogênios: as mulheres, ocasionalmente, sofrem com o desequilíbrio ou aumento no nível do estrogênio. Os sintomas são semelhantes aos detalhados anteriormente. Também pode ser a causa da aparição dos miomas uterinos e cistos nos seios. Deve-se ficar atenta!
  • Excesso de cortisol: é o hormônio do estresse. As obrigações no nosso dia a dia, a ansiedade e o nervosismo geram o excesso do cortisol em nosso corpo, o que repercute em vários problemas hormonais. Devemos ter cuidado e tratarmos o quanto antes esta disfunção, mediante terapias, relaxamento, mudança de hábitos etc.Em muitos casos existe a predisposição genética para o surgimento destas alterações em nossos hormônios. É comum que os problemas com as tiroides sejam herdados.
  • O estresse e os problemas emocionais são fatores a serem considerados. Nosso estilo de vida influencia diretamente em nossa saúde, e o sistema endócrino é o principal ponto do nosso corpo que irá padecer com isso. Com um nível muito elevado de estresse liberamos cortisol e outras toxinas em nosso corpo, isto fará, por exemplo, com que tenhamos problemas de peso, na menstruação, dificuldade para dormir, perda de cabelo etc. Devemos saber que o nosso estilo de vida e a forma que encaremos o nosso dia a dia repercute em nossa saúde.
  • Alimentação: os especialistas nos dizem que um dos principais motivos para os problemas hormonais é a resistência à insulina. A forma que nos alimentamos é essencial para não sofrermos uma disfunção metabólica. Por isso devemos evitar consumir comida com excesso de conservantes, sal, ácidos graxos saturados, bebidas excitantes ou com gás, açúcares refinados, álcool, alimentos altamente alergênicos como o leite, açúcar, e carboidratos etc.

Sinais e sintomas de desequilíbrio hormonal

1. Distúrbios do sono
Para algumas mulheres é difícil adormecer, principalmente nos dias anteriores à menstruação, o que pode acontecer devido à queda acentuada do hormônio progesterona. Os níveis de progesterona também baixam após o parto, mas aí você tem um bebê em casa, que não lhe deixa dormir! A progesterona tem propriedades relaxantes e, portanto, quando seus níveis caem, isso pode fazer você se sentir inquieta, levando aos distúrbios do sono.
 

2. Acne persistente 

Muitas mulheres apresentam acne e espinhas logo antes da menstruação. No entanto, se você sofre de acne cística o tempo todo, os culpados podem ser os hormônios andrógenos (os hormônios masculinos, como a testosterona). A testosterona estimula o excesso de produção de sebo (óleo), que, em seguida, fica preso debaixo da pele e se funde com bactérias que causam acne e as células mortas da pele. Isso leva à obstrução dos poros, espinhas e manchas. Quanto maior os níveis de testosterona de uma mulher, pior a acne.
 
3. Problemas de memória 

Você está esquecendo as coisas? Tais como onde você coloca sua bolsa, ou a hora que marcou de encontrar alguém? Isso pode ser um problema hormonal. Se você estiver passando por muito estresse, o seu corpo está produzindo altos níveis de cortisol, o hormônio do estresse. Estudos sugerem que altos níveis de cortisol podem dificultar a sua capacidade de aprendizagem e memória.
4. Fome constante
Se você está sempre com fome, pode ser por causa dos seus hormônios. Você está dormindo o suficiente? Em um estudo, as voluntárias que foram privadas de sono apresentaram níveis altíssimos do hormônio grelina, responsável pela sensação de fome extrema, enquanto que os seus níveis do hormônio leptina despencaram. O hormônio grelina estimula o apetite, e a leptina o suprime. Isso indica que as pessoas que são cronicamente privadas de sono (recebendo menos de sete horas por noite) tendem a estar mais acima do peso do que aqueles que dormem mais. 
 
5. Fadiga constante

Nós todas temos dias em que estamos tão cansadas ​​que mal vemos a hora de ir pra cama. No entanto, se você se sente exausta todos os dias, pode estar sofrendo de uma falta do hormônio da tireóide, uma condição chamada hipotireoidismo. É mais provável que você tenha essa condição se ganhou 5-10 quilos recentemente, e não consegue livrar-se deles mesmo através de dieta e exercício. Os hormônios tireoidianos controlam o metabolismo do corpo, e quando os níveis hormonais são baixos, todos os sistemas desaceleram, incluindo a frequência cardíaca, o funcionamento mental, e a digestão. É por isso que o hipotireoidismo pode fazer uma pessoa se sentir exausta. Se você sofre hipotireoidismo, você não está sozinha, pois ele afeta pelo menos 15 milhões de adultos em todo o país. 
6. Humor e depressão

Muitas mulheres na meia-idade experimentam mudanças de humor e sentem-se ansiosas em situações em que antes conseguiam agir com calma. Isto é provavelmente devido a um desequilíbrio hormonal, que pode estar ligado à menopausa. 
7. Ganho de Peso
Mulheres: 12 Sinais De Um Desequilíbrio Hormonal
Conforme nós mulheres envelhecemos, tendemos a acreditar que ganhar um pouco de peso é inevitável. Entretanto, pode haver um problema subjacente a tal ganho de peso. O seu sistema adrenal pode estar cansado, e estar sinalizando para a sua tireóide que há um problema. Sua tireóide, então, responde a isso desacelerando o seu metabolismo. Em seguida, o pâncreas também responde ao sinal, por pensar que precisa conservar a gordura, e se concentra no armazenamento das calorias que você consome.
 

8. Dores de cabeça e enxaqueca

Na meia-idade, é comum que mulheres apresentem dores de cabeça freqüentes e até mesmo enxaquecas. Isto pode ser devido a desequilíbrios hormonais em torno de certos períodos do ciclo menstrual. Se você está sofrendo de dores de cabeça e enxaquecas, pode ser útil manter um diário de quando elas ocorrem. Desta forma, você poderá saber se esses dois fatos estão relacionados, e consultar um médico com essas informações em mãos.
 

9. Calorões e suores noturnos

Antigamente, pensava-se que níveis muito baixos de estrogênio eram o problema causador dos calorões da menopausa. No entanto, agora entendemos que a causa também pode ser muito estrogênio e pouca progesterona, ou outros desequilíbrios dos hormônios supra-renais, ovários, de tireoide, do pâncreas ou do trato gastrointestinal. Estes sistemas nem sempre se mantém em equilíbrio, e as mulheres são mais propensas a sofrer com isso conforme passam por mudanças da meia-idade. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *